Search Facebook Instagram
Bairro das Artes – A Rentrée Cultural da sétima colina de Lisboa ver spot

bairro das artes
A rentrée cultural da 7ª colina de Lisboa

Atendendo a que a zona entre o Rato e o Cais do Sodré tem a maior concentração de galerias e espaços de arte contemporânea em Lisboa com actividade regular e programática, esta iniciativa marca a rentrée cultural de Lisboa e é uma referência na arte contemporânea da cidade, ligando os diversos públicos e os vários agentes culturais.

Programa

Ver no mapa
num

Abysmo

Le Palais Idéal
CARLOS GUERREIRO

Durante anos de trabalho como designer e ilustrador, enfim, como artista, Carlos Guerreiro passou-se quase todo pelo scanner: velhas fotografias, mãos e pés, tudo e mais alguma coisa foi sendo convocado pelo seu desejo de samplagem. Ao fim de muitos anos de deriva, agora em...

num

Allarts Gallery

Diálogos e Pontes
INEZ WIJNHORST

A partir das duas margens a ponte é feito de um mutuo reconhecimento, ao ir em busca de um centro comum onde todas as diferenças se dissolvem. Miguel Ângelo criou este ponto mágico, ao pintar os braços esticados de Deus e de Adão no alcance...

num

Artistas Unidos

DESENHOS
CATARINA LOPES VICENTE

Catarina Lopes Vicente mostra um conjunto de trabalhos recentes, que se caracterizam por um processo de inscrições mediadas pelo corpo, que resultam de uma relação direta e imediata entre a sua produção e o seu resultado visível. São desenhos que por um lado anunciam produção...

num

Atelier-Museu Júlio Pomar

O que pode a arte? 50 anos do Maio de 68
ANA VIDIGAL / CARLA FILIPE / JOÃO LOURO / JORGE QUEIROZ / JÚLIO POMAR / RAMIRO GUERREIRO / TOMÁS DA CUNHA FERREIRA

A exposição “O que pode a arte? 50 anos do Maio de 68”, com curadoria de Nuno Crespo e Hugo Dinis, com obras de Júlio Pomar, Ana Vidigal, Carla Filipe, João Louro, Jorge Queiroz, Ramiro Guerreiro e Tomás da Cunha Ferreira, recorda e comemora o...

num

Biblioteca Camões

Roque Gameiro Lisboa Antiga – Lisboa vista pelos Urban Sketcheres, 100 anos depois
URBAN SKETCHERES

Alfredo Roque Gameiro (1864-1935) foi incansável na procura, identificação e divulgação, através do desenho e aguarela, dos usos, costumes e ambientes dos locais onde vivia e que visitava. Deixou uma obra notável e imensa onde se incluem maravilhosos cadernos cheios de pequenos grandes desenhos. Em...

num

Biblioteca Camões

Desenhos de Betão – Estudos de Luz
JOÃO DIAS

Em sequência da exposição homónima na Casa da Cerca (2017), a obra Módulo de Aqueduto é transferida para este lado do rio. Contudo, a peça é também uma obra de referências arquitetônicas que encaminham a água/luz. Inicialmente concebida para a Cisterna da Casa da Cerca...

num

Oficina da Emenda

– , – , –
Colectiva

No âmbito do Bairro das Artes, a Oficina da Emenda inaugura a mostra de trabalhos de diversos artistas plásticos do projecto Carpe Diem Múltiplos, e também cerâmica de Luís Royal e joalharia de Paula Paour.    

num

Casa da Imprensa

Prémio Estação Imagem 2018 (Fotojornalismo)
Colectiva

ANTÓNIO PEDRO SANTOS, BRUNO MIGUEL SILVA PEREIRA FONSECA, FILIPE AMORIM, GABRIEL TIZÓN, GONÇALO DELGADO, JOSÉ FERREIRA, LEONEL DE CASTRO, LUÍS PRETO, MARILINE ALVES, MÁRIO LOPES PEREIRA, NUNO ANDRÉ FERREIRA, PATRÍCIA MELO MOREIRA,RUI DUARTE SILVA, RUI OLIVEIRA   9a edição do Prémio de fotojornalismo Estação Imagem,...

num

Centro Cultural das Mercês

Colecção 23
ANA ROMÃOZINHO

Quem recorda, guarda Quem desenha, fixa Quem cria, coleciona   O artista é um colecionador. Ele guarda o que vê quotidianamente e o que o surpreende inesperadamente. Ele encontra o que é comum, mas também aquilo que escapa à regra, aquilo que é raro. Quem...

num

Produções Cul.Pa

Lisboa Tuk Tuk
HORÁCIO FRUTUOSO, RUI PAZ, BALTAZAR TORRES, JOSÉ TEIXEIRA, JOSÉ BATISTA MARQUES, JOÃO RIBEIRO

Na 9a edição do Bairro das Artes, o projeto LISBOA TUK TUK consiste na apresentação de arte pública não comissionada na Sétima Colina da capital portuguesa. Os artistas tiveram como referência o (des)encontro entre pessoas potenciado pelas dinâmicas do turismo na capital – Qual é...

num

Espaço Santa Catarina

Há quanto tempo trabalha aqui?
LUÍSA FERREIRA

As lojas e as pessoas que as habitam. Série iniciada no verão de 1994, resultando da necessidade de fotografar a mudança. Vidas. As pessoas que trabalharam uma vida inteira numa loja, num espaço, e que povoram Lisboa dando-lhe uma vida própria, singular, há décadas. Hoje...

num

Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva

Educação sentimental. Colecção Pinto da Fonseca
Colectiva

VIEIRA DA SILVA, ARPAD SZENES, HOGAN, VESPEIRA, ANTONIO DA COSTA, RODRIGO, JÚLIO POMAR, MENEZ, PAULA REGO, CUTILEIRO, ESCADA, LURDES CASTRO, RENÉ BERTOLO, COSTA PINHEIRO, JORGE MARTINS, AREAL, EDUARDO LUIZ, ÁLVARO LAPA, BRAVO, PALOLO, HELENA ALMEIDA, JOSÉ DE GUIMARÃES, ÂNGELO DE SOUSA, BATARDA, JORGE MOLDER, LEONEL...

num

Casa-Atelier Vieira da Silva

Theatro Natural
MANUEL JOÃO VIEIRA

Theatro Natural é o título da exposição de Manuel Vieira para a Casa-Atelier Vieira da Silva, com inauguração a 20 de Setembro de 2018, às 18h30. Esta sequência de pinturas de Manuel Vieira é simplesmente de carácter hiperfigurativo e multinarrativo. Nestes trabalhos o desenho impera...

num

Gabinete

Edição Gabinete
SARA BICHÃO

O Gabinete é uma editora e loja de múltiplos de arte e um espaço de projectos, em Lisboa. O Gabinete apresenta em acervo múltiplos, edições de arte numeradas e assinadas, e livros de artista de alguns dos mais importantes artistas contemporâneos portugueses e internacionais como...

num

Alecrim 50

What it holds / Ce qu’il contient
Colectiva

ANA NATIVIDADE, ANDRÉ ALMEIDA E SOUSA, BELA SILVA, BETTINA VAZ GUIMARÃES, DIOGO GUERRA PINTO, DOMINGOS REGO, INÊS FAVILA, JOÃO DECQ, LUIS ALMEIDA, LUIS SILVEIRINHA, MARTA WENGOROVIUS, PEDRO RAPOULA, RUI DIAS MONTEIRO, SOFIA PIDWELL   A exposição colectiva What it holds/ Ce qu’il contient, reúne obras...

num

Galeria Bessa Pereira

Quebrando barreiras – mobiliário pós modernista para uma discoteca em Santo Tirso, 1981
FERNANDO PINTO COELHO

Em 1981 Fernando Pinto Coelho e alguns membros do grupo Puzzel são convidados a decorar um espaço de discoteca em Santo Tirso. O mobiliário apresentado nesta exposição, desenhado dentro de uma lógica pós moderna e em clara oposição á ideia do “bom design”, permitem colocar...

num

Galeria da Faculdade de Belas-Artes UL

Um Peixe Fora d’Água Ciclo dos Artistas Finalistas do Mestrado Arte e Multimédia
Colectiva

Esta exposição está inserida no projeto “Um Peixe Fora de Água”, que inaugura no dia 6 de Setembro e é composto por num ciclo de quatro mostras que, a cada semana, apresentam trabalhos de três artistas diferentes, mas todos eles Finalistas do Mestrado de Arte...

num

Galeria Graça Brandão

PAULO LISBOA

A exposição individual de Paulo Lisboa apresenta um conjunto de trabalhos desenvolvidos no decorrer dos últimos dois anos, onde o desenho, a fotografia e a projecção se entreluzam e se confundem numa tentativa de reflexão acerca da natureza da luz e da percepção da matéria....

num

Galeria Maria Lucília Cruz

Reencontro
MARIA LUCILIA CRUZ

Na 9a Edição do Bairro das Artes, Maria Lucília Cruz mostra os seus trabalhos em diferentes suportes. A Galeria renova-se reinventa-se em cada novo trabalho cruzando suportes, materiais com a criatividade do artista.    

num

Galeria Novo Século

Sulfato de Cobre
GINA MARTINS

Sulfato de cobre apresenta-se como uma exposição de desenho e gravura instalativa da artista plástica Gina Martins. Nesta mostra, podemos encontrar um conjunto de desenhos e peças de zinco criadas pela artista nos últimos anos, constitui-se como um conjunto de trabalhos sob diversos formatos e...

num

Galeria Ratton

Memória e Liberdade
SOFIA AREAL, JÚLIO POMAR

Todo o acto criativo tem origem no mais fundo da MEMÓRIA. O bloqueio da MEMÓRIA provoca a dependência em relação aos estímulos alheios que nos cercam. É a MEMÓRIA, mesmo quando as condições exteriores ameaçam isolar-nos, que garante a LIBERDADE. A LIBERDADE de conceito e...

num

Galeria das Salgadeiras

Da leveza do sonho
TERESA GONÇALVES LOBO

Vento, água, montanha. Talvez até fogo. Ar, muito ar, espaços que se tornam livres, despojados de representação do que é visível, e é do invisível, do sonho que surge o seu sentido, ou antes múltiplos sentidos. São interpretações desses lugares que habitam a cartografia imaginária...

num

Galeria São Mamede

Memórias e Fantasias
ILÍDIO CANDJA

O artista plástico Ilídio Candja Candja nasceu em 1976, em Moçambique, e entre 1997-1999 frequentou o Curso de Cerâmica na Escola Nacional de Artes Visuais de Maputo. Ainda em Moçambique, apresentou-se ao público com uma série de exposições individuais e colectivas, sendo que, anos mais...

num

Galeria Tapeçarias Portalegre

Garotos do Calhau
NINI ANDRADE SILVA

Nini Andrade Silva desenvolveu, ao longo da sua vida, uma carreira profissional de elevado reconhecimento internacional que transportou o nome de Portugal aos quatro cantos do mundo. Com uma forte ligação às suas origens e memórias de uma cultura singular – a da Ilha da...

num

Galeria Tereza Seabra - Joias de autor

Floating Dreamscapes
MARIKO KUSUMOTO

O trabalho de Mariko Kusumoto reflete vários fenómenos observáveis que estimulam a mente e os sentidos; estes fenómenos podem ser naturais ou artificiais. A artista ‘reorganizo-os’ numa nova apresentação que pode ser descrita como surreal, divertida, graciosa ou inesperada. Uma atmosfera lúdica e feliz atravessa...

num

INCM

IMPRIMERE – Arte e processo nos 250 Anos da Imprensa Nacional
RÚBEN DIAS, SOFIA MEIRA

A propósito da celebração dos 250 anos da Imprensa Nacional, Rúben Dias e Sofia Meira, curadores da exposição Imprimere — Arte e Processo nos 250 Anos da Imprensa Nacional, encontram-se para conversar com o contramestre da extinta Escola de Tipografia da Imprensa Nacional, Benjamim Godinho,...

num

JEANNE BUCHER JAEGER

Diálogo I – Place and Time
Colectiva

RUI MOREIRA (PORTUGAL) JORGE NESBITT (PORTUGAL) HANNS SCHIMANSKY (ALEMANHA) MICHAEL BIBERSTEIN (SUÍÇA) PAUL WALLACH (EUA) DUBUFFET (FRANÇA) VIEIRA DA SILVA (PORTUGAL E FRANÇA) ARPAD SZENES (HUNGRIA E FRANÇA)     Na primeira edição da série de exposições “Diálogos”, dedicada ao Lugar e ao Tempo, apresentamos...

num

Livraria Sá da Costa

ZUSHI NO NIKKI/ DIÁRIO ILUSTRADO
ÂNGELA DIAS, ÂNGELO ENCARNAÇÃO, EDUARDA ROSA, LUÍS SILVEIRINHA

A exposição “Zushi No Nikki / Diário Ilustrado”, é um projeto coletivo de Ângela Dias, Ângelo Encarnação, Eduarda Rosa e Luis Silveirinha. O projeto apropria-se do livro Makura no Soshi (the Pillow Book) de Sei Shonagon, dama da corte da Imperatriz Sadako, no Japão do...

num

LUIS GERALDES ART

ÁGUAS-FORTES
Colectiva

PAULA REGO, CRUZEIRO SEIXAS, LUIS GERALDES, JOSÉ GUIMARÃES, MANUEL CARGALEIRO, CARLOS BOTELHO, GIL TEIXEIRA LOPES, MATILDE MARÇAL, PINHO DINIS, FRANCISCO SIMÕES, VANDO FIGUEIREDO, HEIN SEMKE.   A gravura é uma técnica artística desenvolvida na cultura Suméria, sobre vários suportes, que remonta ao terceiro milénio antes de Cristo....

num

MUSEU GEOLÓGICO

Honey series
RUI SOARES COSTA

A Honey series estende o trabalho de desenho com linha da Lifeline series (caneta sobre papel) a outros materiais (vernizes), suporte (madeira) e escala (218 cm x 153 cm). Nesta série mantêm-se a investigação em torno da linha enquanto princípio orientador do desenho, desenhando-se com...

num

MNAC – Museu do Chiado

EXTINÇÃO/ARTE PORTUGUESA RAZÕES E EMOÇÕES/UM REALISMO NECESSÁRIO

EXTINÇÃO  SALOMÉ LAMAS   O mais recente filme de Salomé Lamas, Extinção, estará em patente na sala Sonae, no MNAC, em Lisboa, entre os dias 21 de setembro e 25 de novembro de 2018. Este filme aborda a problemática das fronteiras na atual Rússia e...

num

MUNHAC - Museu Nacional de História e Ciência Natural

WINDING
SOFIA SANTOS

O exercício de enrolamento, bobinagem, resulta em algo que se abraça, envolve, contém, ou cobre. Em Português cobre tem um duplo significado: O ato de cobrir com a intenção de esconder, proteger; e o metal Cobre (Cu). As ligações metálicas no Cobre não têm um...

num

Mute

ABALO I
NÁDIA DUVALL

A pele, na sua imensa porosidade, é o interface entre o interior e o exterior, e, no entanto, a porosidade da pele permite-nos estar fora e dentro em simultâneo eliminando qual- quer tipo de barreira que presumivelmente achamos que existe. Cada poro absorve e segrega...

num

OCUPART

Horizontes Brancos
HENRIQUE VIEIRA RIBEIRO, ALFREDO ANTUNES

“talvez o teu sonho sejam as praias soalheiras do sul, as noites quentes e perfumadas e a brisa agitando as palmeiras, mas eu sonho um outro paraíso, sonho horizontes brancos de neve brilhante, sonho bosques onde o sol nunca se põe, sonho montanhas entre o...

num

Oficina Marques

CrazyCabinet
GEZO MARQUES, JOSÉ APARÍCIO GONÇALVES

Os gabinetes de curiosidade eram os locais de excelência para exibir os objectos raros e exóticos trazidos por exploradores de todas as partes mundo. Hoje podemos dizer que o exotismo de outrora quase se extinguiu. Resta-nos explorar o nosso mundo interior, como arqueólogos aventureiros no...

num

ORDEM DOS ARQUITECTOS SECÇÃO REGIONAL SUL

A arquitectura mora no Bairro das Artes

Este é o segundo ano que a Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos participa no Bairro das Artes. O ano passado fizemos da nossa presença no circuito uma interpelação sobre o papel dos arquitectos junto dos muitos que nos visitaram e a quem pedimos...

num

OTOCO

Outro Corpo
FABIO BALDO

Outro Corpo abre a possibilidade de um diálogo entre a permanência e o ephemero. Encontramos no trabalho do Fabio Baldo (IT) o momento de suspensão quando a ausência é rasgada da presença. Aparece uma coexistência do tangível e do intangível, articulado com diferentes técnicas mais...

num

ROULOTE - PROJECTOS ARTÍSTICOS

We Play Ourselves
THNDRPPL

WE PLAY OURSELVES é uma instalação interactiva do colectivo THNDRPPL que se debruça sobre a produção e consumo de conteúdos em tempo-real no contexto social contemporâneo. Funcionalmente, temos o espaço interior da Roulote munido de ecrãs de grande formato lembrando espelhos de corpo inteiro. Cada...

num

Trema - Galeria de Arte

PAPEL RASGADO OU CORTADO / S/TÍTULO
FERNANDO DAZA / RICARDO OLIVEIRA ALVES

PAPEL RASGADO OU CORTADO FERNANDO DAZA Para realizar o meu trabalho utilizo o papel rasgado à mão que posteriormente colo em tela seguindo um esquema previamente desenhado a lápis sobre o suporte. Estas tiras de papel são dobradas e coladas em um dos seus lados,...

num

Zaratan

GENTRIFORNICATION
COLECTIVA ANÓNIMA

Desde o início a Zaratan confia a organização da sua agenda de exposições aos seus artistas e desta forma encarna uma percepção anti-hierárquica do mundo da arte – onde artistas, curadores, galeristas, críticos e público são todos considerados “jogadores” do mesmo jogo – e abraça...

num

Carrasco art gallery

Painterly Summer
Neal Turner, Neeharika Donau Hossain, Parscha Mirghawameddin e Margarida Cardoso

Quando as formas não são lineares e são as pinceladas, pela mão de cada artista, as cores escolhidas, a abstração das figuras e as emoções a expressar que definem a pintura, assim nasce uma exposição coletiva que reúne obras de artistas tão distintos, entre si,...

Mapa

Ver Listagem
marker Usar minha localização atual

Apoios


Parcerias de Divulgação