num

Espaço Público

On the line
Colectiva

Na exposição Live in Your Head: When Attitudes Become Form de Harald Szeemann, Walter de Maria apresenta a obra Art by Telephone, um telefone colocado no chão com a frase: “Se este telefone tocar pode atender. Walter de Maria está na linha e gostava de falar consigo”.

Com base neste trabalho, ON THE LINE seleciona algumas cabines e convida artistas a participar. Um acontecimento efémero, em que cada artista poderá ligar para as cabines as vezes que considerar adequado, e a chamada atendida por qualquer transeunte. Os telefones públicos são pretexto para uma conversa alargada e catalisadores de reflexão.

Fala-se dos telefones públicos como a ruína do espaço urbano. São alvo de vandalismo e passaram de objectos imprescindíveis a utensílios obsoletos, quase em via de extinção. Apesar de constantes no imaginário colectivo, parecem reduzir-se nos dias de hoje a portais esquecidos que outrora uniram tempos, pessoas e espaços.

O próprio telefone, objecto por si misterioso e portador das mais diversas informações, é como uma escultura de linhas invisíveis. Não sabemos como começa ou acaba uma chamada. Flutua-se entre a possibilidade de familiaridade até à trivialidade ou urgência. Qual a importância deste meio de comunicação quando tudo é instantâneo, portável e mutável também? O que reformular quando os métodos antigos, à semelhança destas cabines, já não funcionam? Será que estamos dispostos a falar com o artista do outro lado da linha?

Curadoria: Carolina Trigueiros

Performance

Espaço Público