num

MUNHAC - Museu Nacional de História e Ciência Natural

WINDING
SOFIA SANTOS

O exercício de enrolamento, bobinagem, resulta em algo que se abraça, envolve, contém, ou cobre. Em Português cobre tem um duplo significado: O ato de cobrir com a intenção de esconder, proteger; e o metal Cobre (Cu).
As ligações metálicas no Cobre não têm um carácter covalente, significando isto que os pares de electrões entre os átomos de Cobre não partilham valência, e são relativamente fracas. Essa razão explica a macieza das “linhas” de Cobre e a sua elevada condutividade eléctrica.

Esta exposição explora o ato de enrolar linhas de Cobre com o intuito de desenhar uma estrutura tridimensional através da união de linhas. Enrolar sistematicamente linhas “cobre” o miolo da estrutura, mas também salienta a natureza colaborativa das linhas de Cobre, como que associadas para uma ação, parceiras num grau mínimo. O resultado é uma superfície que ofusca, um espelho da envolvente e dos seus observadores: e, para além do aparente, uma metáfora para uma propriedade fundamental – o grau em que os fios de Cobre bobinados transferem eletricidade.

 

 

 

VISITA GUIADA 18H

MUNHAC – Museu Nacional de História e Ciência Natural
Rua da Escola Politécnica, 56
1250-102 Lisboa
213 921 800
sofiamarcal@museus.ul.pt
www.museus.ulisboa.pt