num

Abysmo

Eu sei tudo das coisas que eu sei
Filipe Cerqueira

 

Na sua grande parte, são retratos soltos, como capturas de pequeno ecrã. Momentos exactos em que a personagem, o actor, de corpo ou só de voz, as figuras do universo da animação, em concreto, e do cinema, em geral, se chegam à frente para uma pequena apresentação, quase sempre o nome antes do que fez ou ainda faz, um pormenor biográfico, raras vezes comentário ou dúvida. Cruzam-se em dinâmica composição, quase de passagem, os Beach Boys com Mickey Mouse, o inspector da Pantera Cor-de-Rosa com a voz de Snoopy. O traço das letras parece ser a continuação do desenho, um mesmo gesto unindo a fala e o corpo. Um mesmo fluido gesto contendo as cores vivas e vibrantes, como que brotando da velha televisão.

Eis parte do universo de Filipe Cerqueira (Lisboa, 1989), aqui revelado na sua terceira exposição individual, desde que, em 2008, começou a frequentar o Atelier de Expressão Plástica da Cercica. «Sou especial porque sei muito sobre desenhos animados e filmes antigos. Especialmente sobre a Hanna-Barbera, sobre o Bucha e Estica, sobre os Três Estarolas e das pessoas que fazem as vozes das personagens dos desenhos animados. Gosto de ver o Bucha e Estica e os Três Estarolas antes de dormir porque me animam e relaxo-me antes de adormecer.»

Mas esta é apenas uma das janelas para esse mundo feito de rostos e vozes, pois todas essas histórias se cruzam com uma constante auto-representação. Filipe leva-nos a entrar no singular filme que constitui o seu mundo, feito de olhares perturbadores, vozes e esqueletos. E sonhos, onde tudo cabe como numa folha de papel.

Inauguração

Abysmo
Rua da Horta Seca, 40 r/c
1200-221 Lisboa
211912775
info@abysmo.pt
www.abysmo.pt


marker Usar minha localização atual