num

Trema - Galeria de Arte

INTERLÚDIO
Paulo Damião

O mundo surge-nos quase sempre iluminado, dividido pelas manhãs sobre as noites entremeada pela dormência do crepúsculo, ou pela certeza de finitude.

Nestas pinturas a luz é translúcida e muda, reveladora das imperfeições, do tempo sobre os corpos, e dos corpos sobre a sua existência.

O universo das personagens é dominado por essa luz própria, incontrolável, sujeita à crueldade e ao amor, dá forma ao caos iniciado nas coisas, eleva o melhor que se extrai por amor.

A exposição traduz um prolongamento, a procura de registos dessa luz interventiva, reveladora do seu papel dramático e apaziguador nos cenários criados para as personagens se sujeitarem, como uma fotografia que serve para nos anteciparmos à inquietação.

O amor é uma linha quando permite o assombro, a romantização da perda, a paragem contemplativa nas coisas simples ou na devastação.

Afinal, o amor é mais antigo que a linha.

Paulo Damião

Paulo Damião nasce em Pilar-Bretanha, em S. Miguel (Açores), Portugal, em 1975. É licenciado em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, em 2004. Expõe em Portugal e no estrangeiro desde 2004.

Inauguração

Trema – Galeria de Arte
Rua do Jasmim, 30
1200-229 Lisboa
+351 218 130 523
galeria@trema-arte.pt
www.trema-arte.pt


marker Usar minha localização atual