num

MUNHAC - Museu Nacional de História e Ciência Natural

Draperies
João Castro Silva

A exposição que apresentamos na Sala do Veado Draperies do artista plástico João Castro Silva escultor e docente do curso de Escultura na FBAUL, é uma instalação de trinta e nove relevos, em frente e verso, em talhe directo em madeira de cryptomeria japonica.

Citando o artista “Em escultura, por draperie entende-se todo o tipo de indumentárias ou tecidos que representem conjuntos de pregas. Intimamente ligado à representação do corpo humano, as draperies contribuem para a caracterização individual de caracteres. (…) As draperies acentuam também a percepção de movimento e criam uma maior quantidade de zonas de luz e de sombra sem as quais uma escultura poderá mais não ter mais que uma tonalidade uniforme de cinzentos.
A plasticidade natural dos tecidos e a possibilidade de com eles se criar uma enorme variedade de tonalidades, fruto da relação entre côncavos, convexos e a luz, permite a exploração do claro/escuro no tratamento de superfícies escultóricas.”

O museu decerto participará no Bairro das artes mas esta será a última vez que a Sala do Veado participa, a sala encerra no final de 2015. Durante 25 anos foram muitos os artistas que acolhemos, mais de 300. Realizámos exposições de escultura, pintura, desenho, fotografia, instalações, dança, performances, teatro, moda …
Nestes 25 anos os artistas foram deixando a sua marca através de uma forte presença física permanente nas paredes, no tecto, no chão, com giz, pregos, buchas, tinta… colecção de testemunhos que a Sala do Veado herdou.
Uma Sala onde o possível vence o improvável, e que para muitos é mágica, camaleónica, absorvente.
Sofia Marçal

Inauguração

MUNHAC – Museu Nacional de História e Ciência Natural
Rua da Escola Politécnica, 56
1250-102 Lisboa
213 921 800
sofiamarcal@museus.ul.pt
www.museus.ulisboa.pt


marker Usar minha localização atual